Dicas para diminuir o consumo

Nosso colega Arnaldo enviou a matéria do WEBMOTORS com dicas para redução do consumo de combustível. Depois das enquetes sobre o consumo das versões manual e automática, eis uma boa pedida para os colegas que ainda não ficaram completamente satisfeitos com um dos pontos mais elogiados no Cerato:
“COMO ECONOMIZAR COMBUSTÍVEL
Dez dicas para ajudar você a diminuir a sede do seu carro
Texto: Rodrigo Ribeiro

Nos segmentos de entrada, um dos itens mais observados pelo consumidor, além do preço, é o consumo de combustível. Sinônimo de economia de dinheiro ou fonte de desperdício, o consumo reflete inúmeros fatores, indo além da potência do motor e peso do carro. Como diversas coisas podem melhorar (ou piorar) o quando de combustível seu carro gasta, o WebMotors reuniu dez itens que podem te ajudar a diminuir a sede do seu automóvel.

1 – Mantenha os pneus corretamente calibrados


Parece um detalhe, mas manter seus pneus calibrados pode melhorar – e muito – o consumo de seu carro. A pressão deve ser conferida, no mínimo, a cada 15 dias, sendo o ideal uma verificação mensal. A pressão correta está indicada no manual do proprietário, em um adesivo na coluna B do lado esquerdo ou em um adesivo no bocal de combustível. Um detalhe importante: a calibragem deve ser feita com o pneu frio, logo após o veículo sair da garagem. Após alguns quilômetros, o ar dentro do pneu esquenta, aumentando a pressão interna e interferindo na medição.

2 – Abuse do câmbio
Quanto mais elevada a rotação do motor, mais combustível ele gasta. Por isso, não tenha receio em trocar as marchas abaixo dos 3 mil rpm. Em veículos com o câmbio curto, como hatches 1.0, é possível engatar a 5º marcha a 50 km/h, abaixando a rotação do motor e melhorando o consumo. Em terrenos planos e com o carro vazio, é possível também “pular” as marchas, passando da terceira para a quinta, por exemplo.

3 – Na descida, freio motor
Entrou em uma descida longa? Reduza a marcha. Deixar o carro descer uma ladeira em 3º marcha a 50 km/h não significa que você esteja gastando combustível ou judiando do motor. Em todos os modelos com injeção eletrônica, ao retirar o pé do acelerador o sistema corta o envio de combustível aos cilindros, o chamado cut-off. Desta maneira, é possível descer grandes desníveis sem gastar uma gota sequer de combustível. Outro benefício dessa postura é a segurança: usando o freio motor, o motorista ganha uma reserva de segurança no freio de serviço (pelo pedal).

4 – Já verificou os filtros?
Responsáveis por proteger o motor da sujeira externa, os filtros de ar e de combustível devem ser trocados sempre no intervalo recomendado pelo fabricante (ou antes disso, em situações de uso severo, como lugares empoeirados). Se ficarem muito sujos, os filtros perdem eficiência, prejudicando a queima do combustível – e aumentando o consumo.

5 – Porta malas sempre vazio


Antigamente era comum que os carros levassem um kit de reparo rápido no porta-malas, incluindo ferramentas e peças sobressalentes. Com o aumento da confiabilidade dos novos modelos e a disseminação dos auto-socorros 24 horas, levar peso extra no porta-malas só favorece o consumo elevado. Quanto mais quilos extras o veículo carrega, mais esforço ele precisa para se locomover. O resultado disso é um consumo de combustível maior. O mesmo vale ao andar com o tanque cheio, mas o aumento na frequência dos abastecimentos pode incomodar.

6 – Motor bom é motor quente

O projeto do motor a combustão faz com que seu melhor rendimento possível seja obtido no ciclo quente – e bota quente nisso, com a temperatura girando entre 97ºC e 103ºC, dependendo do combustível utilizado. Até chegar nesta temperatura, a injeção eletrônica envia mais combustível para os cilindros, para esquentar o bloco mais rapidamente, mas gastando mais combustível. O jeito é esquentar o motor mais rápido. E a melhor maneira para isso não é ligar o carro cinco minutos antes de sair de casa. O melhor método para acelerar o processo de aquecimento é sair com o veículo logo após a partida – mas sempre a baixas rotações, até o motor chegar à sua temperatura ideal.

7 – Ficou parado? Desligue o carro
Recurso cada vez mais popular na Europa, o start-stop começou a ser oferecido no Brasil recentemente, mas só em modelos caros, como o smart ForTwo mhd. Automático, o sistema desliga o motor em paradas mais longas para economizar combustível. Em congestionamentos ou semáforos com tempo de parada elevado, você pode fazer o mesmo com seu carro, desligando o motor. O índice varia entre os modelos, mas geralmente vale a pena desligar o automóvel quanto o tempo de parada supera os 30 segundos.

8 – Planeje seu caminho
Sempre que o carro para, é necessário mais combustível para tirá-lo da inércia novamente. Além disso, manter-se em velocidade constante é mais econômico do que acelerar e frear constantemente. Com isso em mente, planeje sua rota antes de sair de casa. Usar um caminho mais longo, mas com menos semáforos e paradas pode ser mais vantajoso do que optar pela rota mais curta. Procure também evitar subidas íngremes.

9 – Modere o ar-condicionado
Principalmente no verão, o ar-condicionado torna-se um item quase indispensável. Contudo, seu compressor rouba potência do motor, aumentando o consumo e reduzindo a força disponível para o motorista. Reduza o uso do ar-condicionado sempre que possível. Ao retirar o carro de uma vaga sob o sol, abra as janelas e ligue o sistema de ventilação, para facilitar a saída do ar quente. Somente após isso ligue o ar-condicionado. Desligar o acessório em subidas também ajuda a melhorar o consumo.

10 – Toda pressa tem seu preço
Se você quer aproveitar toda a potência de seu carro e ganhar tempo em seus deslocamentos, saiba que sua conduta prejudicará diretamente o consumo do veículo. Ao acelerar menos em arrancadas ou retomadas, você evita gastos desnecessários de combustível – e chegará à velocidade de cruzeiro poucos segundos após alguém que tenha acelerado mais. Andar em um ritmo mais lento pode ser estranho no início, mas a economia vale a pena. E, no final, todos chegarão ao seu destino da mesma maneira.

Extra: Controle o seu consumo
Medir o consumo do seu carro é simples. Encha o tanque do carro ao abastecer e marque a quilometragem no hodômetro. No próximo abastecimento, peça novamente para o frentista encher o tanque e anote a quilometragem. Depois, divida o quanto você rodou pelo quanto de combustível que entrou na bomba. Pronto, você terá o consumo do seu carro, em km/l.

Gostou das dicas? Então aplique algumas delas (ou todas!) e conte para o WebMotors o resultado, no e-mail contato@webmotors.com.br.”

16 pensou em “Dicas para diminuir o consumo

  1. Heverton

    Legal essas dicas. Apesar q eu sigo todas elas mas n passo de 11,5km/l no meu celta, kkkkkkk 😛

    Outra coisa importante para quem deixou para comprar o Cerato nessa reta final (como eu):

    O governo aumentou o juros para finaciamento a longo prazo, isso quer dizer q vai ficar mais caro comprar a carro financiado (o q representa a maioria das compras), por consequencia as vendas caem e os precos tb…Pelo menos seria a logica…As compras a vista serão mais valorizadas…Quero ver agora os vendendores dizerem "Para nós tanto faz à vista ou a prazo". Vms ver como vai ser agora…

    Responder
  2. Anonymous

    Eu não entendo muito de carro, não sou engenheiro mecânico ou coisa parecida, mas a impressão que eu sempre tive e estou tendo com o meu cerato é que o ideal para economizar combustível é passar as marchas na velocidade certa e naturalmente o carro ir aumentando de velocidade, porque assim se pisa menos no acelerador e consequentemente consome menos combustível. No meu caso, usar a 5 marcha a 60 km, por exemplo, eu preciso pisar mais o pé no acelerador para tentar fazer o carro andar senão ele vai diminuindo a velocidade gradativamente. Aí é melhor parar o carro e ir a pé. O marcador de combustível vai lá no alto. Agora, quando estou a 140, 150, 160, o marcador marca 12 km, 13 km, 14 km/l, porque preciso pisar bem pouco no acelarador e as vezes nem preciso em descidas. Além de ficar toda hora trocando a marcha deve desgastar ainda mais esse equipamento. Essa minha percepção deve está errada, porque o máximo que consigo fazer no meu carro na estrada é 12,5 e na cidade uns 13,5, e tem gente aqui que consegue mais do que isso.

    Jacques.

    Responder
  3. Michel

    Dica, o computador de bordo do Cerato – Autonomia – quando chega a 50 KM de autonimia restante para de marcar e mostra apenas – – -…

    Bom eu zerava o hodometro parcial e controlava para não rodar mais de 50 KM na reserva…

    Fiquei SEM GASOLINA a exatos 33,6 KM rodados.

    Morro em uma cidade na serra autitude aprox. de 800m do npivel do mar e cheia de subidas, utilizo o ar sempre ligado…

    Aos 33,4KM rodados em uma subida o carro "engasgou" e deu sinais que ia faltar gasolina. Estacionei na frente da empresa e fui trabalhar… No final do dia o carro não pegou mais… Busquei 02 litros de gasolina e fui direto abastecer…

    Completei o tanque… 50,456 litros – 2 litros + 48,456 registrados na bomba.

    Michel.

    Responder
  4. Fabio Santos - E.213 SX Black

    Jacques, Bom dia,
    Gostaria só de enfatizar um detalhe no Cerato.
    Qdo você disse estar a 140 – 150 – 160 km/h, vc diz estar consumindo 12km/l – 13km/l – 14km/l, acredito que você esteja vendo errado o consumo, pois o CERATO informa Litros por 100km percorridos, logo se vc viu 12 é pq seu carro esta fazendo 12 litros por 100km percorridos que é equivalente a 8,33KM/L
    se vc viu 13 é pq são 13 litros por 100km = 7,70km/L e finalmente se marcou 14, são 14 litros por KM percorrido = 7,14KM/L

    Repara bem no Computador de bordo, as letrinhas são bem miudas! Mas ele informa Litros consumidos a cada 100km percorridos.

    Responder
  5. Fabio

    Rapaziada, chegou meu cerato 6m. Peguei o black top com r17. Show de Bola. Novidades: Chave Canivete; só dá a partida com embreagem acionada; led nos piscas dos retrovisores; além das 6 confortaveis marchas. Achei um pouquinho manco, minha parati AP 1.8 flex anda mais (porém é uma churrasqueira, uma carroça). To pensando em pintar de cinza grafite as rodas, o que acham?

    Responder
  6. Bruno Borelli Bernardo

    1. Comprei o top de linha mecanico e não me deram a chave-canivete, fiquei meio puto, mas me deram o alarme e disseram que não tinham para nenhum modelo Cerato essa canivete. Acabo de ler que tem sim.

    2. Meu primeiro tanque, semana passada, fiz 9km/l. Abasteci num outro local, com adivivada tb, esta fazendo 7km/l. Uso o ar-condicionado direto.

    3. Fazer a conta de consumo é simples: olhar no CB 11,4 l/ 100 km, por exemplo. É só inverter 100km / 11,4km = 8,77 km por litro.

    Abraços,
    Bruno Borelli

    Responder
  7. Fabio Santos - E.213 SX Black

    Eu não sei o que acontece comigo, mas fico vendo o povo dizer que faz menos de 10km/L com Cerato manual… Estou no meu quarto tanque, estou com 1.4 mil KM rodados, e meu CB informa uma média de 8.1L/100km, o que é igual a 12,3km por L….
    Acho que eu to dirigindo igual a mulézinha,… Mas eu gosto mesmo é de desfilar. Confesso que sempre que paro ao lado de um Corolla, ou New Civic, os respectivos motoristas ficam a olhar o Cerato de cima a baixo… suhhahauahsha…
    PS: eu só tenho usado combustivel Podium.

    Responder
  8. NOVO CERATO

    Fábio, concordo contigo num ponto: o consumo depende muito da forma como o motorista conduz o carro. Não esticar as marchas, evitar acelerações bruscas, manter os pneus sempre calibrado, tudo isso contribui para um bom consumo.

    Responder
  9. Anonymous

    Caro Fabio Santos,

    Eu já sabia desse detalhe e os números por mim postados estão corretos, já convertidos. Na cidade, faço cerca de 12,5 a 13,5 km por litro, e na estrada uns 12 a 12,5 km por litro.

    A sensação que tenho é exatamente a que eu disse, quanto menos se pisa no acelerador menor o consumo e só consigo isso quando desenvolvo a velocidade do carro. Ás vezes, qdo chego a 140, 160, faz essa média, porque preciso pisar menos no acelerador. Diferentemente, se eu ficar com uma marcha pesada numa velocidade baixa, onde ou o carro pára de tão devagar, ou tem que pisar mais fundo o pé no acelerador, aí o consumo vai lá em cima.

    Se eu ficar de 5 marcha a 60, 80, 90km, o carro pára e até uma carroça me ultrapassa, principalmente, numa subida onde não tem muita força ou tenho que pisar mais no acelerador para tentar manter a velocidade e o consumo sobe. Agora se estou a 140, 150, 160, ainda aproveito as descidas sem o carro parar e sem pisar o pé no acelerador.

    Acho que carro foi feito para andar, claro que não de forma imprudente, perigosa, nem numa velocidade exagerada, pois andar numa velocidade abaixo do mínimo permitido inclusive é infração de trânsito, pois tb gera risco de ocorrer um acidente.

    Abs.

    Jacques.

    Responder
  10. J Fausto

    Meu Cerato, que fazia 15 na estrada a 120km/h e 8,5 a 10 na cidade, agora não passa de 11 na estrada e 5 na cidade. Já revisei, balanceei, troquei filtros e nada… 2013/14, com apenas 43 mil rodados, era pra tá melhor…

    Responder
    1. Alex

      Fausto estou com esse mesmo problema troquei tudo que tinha direito para continuar ou melhorar o consumo do meu cerato, mas o bicho ta bebendo mais que o Tim Maia.
      Você descobriu o que é esse problema? Agradeço se me informar

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *