Depoimento de um proprietário – PARTE XIII

Eis o nosso primeiro depoimento vindo da região Norte: nosso colega Johnny Tavares, de Porto Velho-RO, gentilmente escreveu seu depoimento a respeito do seu Cerato recém-adquirido:

“Olá amigos cerateiros, quero trazer minhas impressões sobre o novo cerato de 6 marchas, especificamente o modelo e.233 ou SX.

Eu comprei ele no dia 16.12.10 em Curitiba, pois no PR estava mais barato e tinha o carro disponível no pátio, mas só peguei ele no dia 28.12.10 pq eu moro em Porto Velho-RO atualmente, e só entrei em recesso na última semana do ano. Enfim, bom negócio, preço da internet 59.900 + emplacamento + impostos + película + tapetes de bônus, só faltou o tanque cheio rsrs.

Quanto ao seguro do carro, cotei em vários lugares, realmente o da Kia é imbatível ficava em 2.800, mas eu acabei colocando no seguro de frota do meu pai q saia bem mais barato 1.500, mas p\ quem não tem essa possibilidade, o da Kia é a saída.

Bom, vamos passar para análise do carro em estrada. Eu sai de Guaratuba-PR com destino à Porto Velho-RO, com parada em Cuiabá-MT p\ descansar e curtir um pouco a família.

De Guaratuba-PR à Cuiabá-MT são +- 1.830 km, fiz o trajeto em 13 horas (já descontado tempo de abatecimento e parada p\ almoçar) eu e mais um ocupante, o Cerato fez aproximadamente média de 7,5 km/litro, sempre tentando manter uma velocidade mínima de 160 km/h, mas muitos trechos foi possível manter 200 km/h, e pouquíssimos à 220 km/h (vou postar os videos no youtube, depois posto o link aqui), sempre com rpm acima de 4.000 rpm. De Cuiabá-MT à Porto Velho-RO são 1.400 km, fiz o trajeto em 9 horas, só eu no carro, o Cerato fez média de 7,2 km/l, – idem – sempre tentando manter uma velocidade mínima de 160 km/h, mas muitos trechos foi possível manter 200 km/h, e pouquíssimos à 220 km/h.

O carro tem uma estabilidade enorme, quanto maior a velocidade mais colado no chão fica. Ultrapassagens com tranquilidade, pisou o motor responde de imediato com torque necessário à ocasião em marcha reduzida quando solicitado.

Sobre o carro perder traseiras em curvas, isso não procede, ele tem o comportamento normal de um carro sedã médio, e como tal deve-se em geral entrar aberto e ir fechando no ângulo central e tracionar na vetorial de saída da curva p\ reta, com isso elimina-se muita parte da força centrífuga gerando conforto e segurança.

Em relação à suspensão esta com certeza foi modificada, pois a minha amiga adquiriu o modelo igual o meu só que com 5 marchas à 2 meses atrás e eu o testei em trajeto urbano e na estrada, de fato a suspensão ficou mais macia, o único problema é que como a traseira é muito grande e pesada pode acontecer dependendo da lombada de ela pressionar totalmente a suspensão à ponto de ricochetear no retorno, mas isso ocorre em casos extremos, nada de se preocupar, apenas moderar na velocidade em lombadas, bem como na aceleração demasiada em saída delas.

Em relação ao conforto e posição de dirigir, posso dizer que parece um sofá da sala mesmo em altas velocidades, o isolamento acústico interno é ótimo atende as expectativas de um carro nesse patamar.

O que falta no Cerato que são meros detalhes mas deveriam existir: luz de cortesia no porta luvas, luz de cortesia embaixo do painel nos pés qdo da abertura da porta, bluetooth.

Único problema até o momento verificado: os farois estavam ficando embassados com umidade nos primeiros dias de uso, mas parece que parou… continuarei olhando p\ ver se o problema se repetira, o caminho será ir p\ ccs.

Avaliação: o carro é ótimo, desempenho, conforto, acabamento, melhor do que isso só se tivesse um motor 2.0, porque a carcaça merece e aspira por um, e um plus seria faróis xenon de fábrica na versão top”.

34 pensou em “Depoimento de um proprietário – PARTE XIII

  1. Victor

    Nossa, rodou mais de 3000km com o carro zero chutando 220 no velocimetro… Tomara que os carros da Kia não precisem daquele famoso "período de amaciamento" do motor. (Pra falar a verdade nem sei se é mito ou verdade isso). Mas ficou legal a avalição, parabéns pela compra. Só achei o consumo um pouco elevado, visto que a média de consumo inclusive postada aqui no blog é de 12~13km/l na estrada, em alguns casos ouvi até 16km/l.

    Abs

    Responder
  2. Anonymous

    Victor, concerteza esse alto consumo se deve a velocidade mantida durante a viagem, geralmente quem consegue médias de 12~13Km/l na estrada, roda à 90~100Km/h…

    "sempre tentando manter uma velocidade mínima de 160 km/h, mas muitos trechos foi possível manter 200 km/h, e pouquíssimos à 220 km/h."

    Até hoje não tinha visto ninguém relatar que chegou aos 220km/h no Cerato…

    Abraço
    Lucas!

    Responder
  3. Roger Webber

    Se o Cerato fez 7.5km/l na estrada, imaginem um i30, civic, vectra? Agora, essas estradas que o amigo utilizou devem ser de primeiro mundo pra conseguir manter uma velocidade mínima de 160km/l. Eu na estrada diria que 160 seria a minha máxima. 🙂

    Responder
  4. Flavio

    Será que ele não esta se referindo a 7,5 Litros/100km, como mostrado no computador de bordo? Isto daria uma média de 13.3 Km/Litro.

    Esta velocidade é inadequada as estradas brasileiras! Direção altamente perigosa.

    Responder
  5. Anonymous

    Acompanho este blog desde agosto de 2010. Este é o post mais absurdo e mentiroso que li. Fico indignado quando vejo alguém numa velocidade dessas na Rod. dos Bandeirantes de SP, imagina nas outras estradas do Brasil. Ridículo!

    Responder
  6. Anonymous

    Thiago,
    Mesmo respeitando o direito de se expressar, este tipo de depoimento feito pelo Johnny Tavares, não condiz com seu blog que por sinal é muito bom. Se o depoimento for verdadeiro, ele infringiu todas as leis possíveis de trânsito colocando vidas em risco.

    Responder
  7. Anonymous

    Turma … apesar de ficar feliz em ver mais um propietário de Cerato postando por aqui, não concordo com as altas velocidades impostas pelo nosso colega. Lógico que não serei hipócrita de dizer que nunca quis testar o meu carro, mas tentar manter a velocidade acima dos 160km/h é um absurdo.

    Concordo com a turma que diz que esse blog não condiz com tal depoimento e acho que a publicação de tal incentiva uma prática extremamente perigosa.

    Abraços
    Marcelo Giacomin

    ps. Ler o manual do carro é bom e a Kia pede que não se ultrapasse os 3000 rpm nos primeiros 1000km para ajuste das partes mecânicas do motor. Pedido plenamente aceitável e entendível … depois disso, é só diversão, mas com responsabilidade.

    Responder
  8. Anonymous

    Concordo com os amigos acima sobre as altas velocidades relatadas neste post de depoimento. Acredito que depoimentos iguais a estes denigrem o belissimo blog. Não agregam valor algum. E nos fazem pensar como existem seres humanos desprovidos de inteligência e de respeito a vida dos outros.
    João Alex

    Responder
  9. GLAUDSON

    Sigo os alertas dos colegas que já comentaram anteriormente. Acho que os posts, depoimentos ecomentários postados neste blog são positivos e edificantes, pois o que buscamos (ou pelo menos o que eu busco aqui) são informações que possam trazer benefícios e experiências bem-sucedidas. Coisas que este depoimento está longe de oferecer.

    Responder
  10. NOVO CERATO

    Caros colegas,

    Considerando o impacto negativo do post registrado através dos comentários até o momento, cabe registrar que o espaço do blog tem sido democrático por acreditar que esta é a forma mais interessante de garantir o interesse dos leitores e de contribuir com a troca de informações entre proprietários.

    Isto não quer dizer, no entanto, que eu concorde com a forma de condução e de velocidade aplicadas pelo nosso colega Johnny – longe disso, costumo conduzir meu carro nas rodovias numa média entre 90 km/h e 100 km/h.

    Nas estradas brasileiras, em sua grande maioria em péssimas condições de conservação, a prudência é mais do que necessária para garantir a nossa segurança e sobretudo a segurança dos outros.

    O Cerato é um carro muito bom e a grande maioria dos proprietários demonstra estar satisfeito com o modelo. Façamos bom uso dele para podermos aproveitá-lo com prazer e segurança.

    Agradeço a todos pela interação e pelas sugestões de melhorias contínuas.

    Abraços!

    Responder
  11. Johnny Tavares

    Olá amigos,respeito a idéia de todos aqui postada, não tenho pretensão alguma de julgar qualquer uma delas, afinal é livre e democrático cada um ter o ponto de vista que quer. E em minha opinião ficar julgando a velocidade acima do limite do permissivo legal, aliás utilizando-a de pretexto p\ levantar questões de ilegalidade, e até moralidade já é demais, uma vez que eu dúvido que alguém aqui tenha comprado o carro só p\ bonito, também o comprou devido a potência, segurança e estabilidade que pode oferecer, como também dúvido que alguém aqui não tenha em algum ou vários momentos mantido velocidades acima do limite legal. A opinião é a de que não importa a velocidade alcançada, o fato é se infringiu ou não a velocidade máxima permitida, como a maioria ou senão todos fazem, afinal vocês andam em rua quando diz que o limite é 30 km/h, ou fazer curva que você vê dá p\ fazder de olho fechado à 80 km/h quando o limite é de 60 km/h? Enfim, acho que só pode ser martirizado tal situação se alguém nunca a implementou, e certo é que do excesso de velocidade todos a implementaram. As informações são verídicas, seria mentira se eu disesse que fiz altas médias de velocidade com baixo consumo. Quanto ao perigo da velocidade, de fato há várias pontos a serem podenrados p\ que alguém possa fazer isso, se é que tem algum lucro a não ser o prazer de dirigir tranquilo sem trazer situações de perigo à si e terceiros. Vale ressaltar que de maneira quase absoluta os acidentes, principalmente os fatais, ocorrem em momentos de ultrapassagens, cruzamentos, trevos e curvas. Quando falo que sempre tentei manter velocidades acima de 160 km/h as fiz em retas (corresponde à 90% da estrada), com ótima visibilidade, pouco tráfego (madrugada, imeditamente após datas festivas), e ainda, o trecho que rodei conheço muito, pois sempre faço essas viagens, e quanto à estrada, nesse trecho de 3000 km só há 150 km de estrada precária, e uns 160 de estrada com piso irregular. Vale destacar que para dirigir imprimindo tal velocidade você deve manter direção defensiva em relação à terceiros bem mais cautelosas que quando se dirige dentro do permissivo legal, reduzindo velocidade, não colar na traseira do veículo, paciência, não assustar os outros motoristas, ficar reiteradamente dando sinais de luz como forma de pressão, e principalmente respeitar as faixas de sinalização que permitem as ultrapassagens, pois foi respeitando elas que em mais de 7.000 km rodados (ida e volta), confesso que não passei por nenhuma situação de perigo, entre outras coisas que vejo nas estradas. Enfim, reitero as considerações acima sobre as opiniões dos demais colegas, abraços à todos.

    Responder
  12. Anonymous

    Ola galera parabens pela o incentivo a prudencia, mas o amigo só fez exceder um pouco na informação, O Cerato é um otimo carro , mas velocidade constante dessa maneira em nossas estradas seria quase impossivel .

    Responder
  13. Ewaldo

    Vacilo feio do blog publicar esse tipo de texto.
    Por favor seja mais seletivo, seus textos são muito bons!
    Evite sujar o blog com esse tipo de depoimento.

    Responder
  14. Ewaldo

    Pelo que eu li na internet, publicar coisas como esse depoimento pode ser enquadrado como apologia ao crime. Eu não sou advogado e só estou repetindo o que li na net. Algum advogado pode se pronunciar?

    Responder
  15. Anonymous

    Thiago … entendo sua vontade de manter a democracia, mas pense que a democracia não pode estar acima das leis de um país.

    Democracia por democracia, acho que a maioria aqui pensa que não foi legal o tópico.

    Abraços
    Marcelo Giacomin

    Responder
  16. NOVO CERATO

    Marcelo, obrigado pela crítica construtiva.

    Você e os demais colegas podem ter certeza de que a democracia de opiniões será levada em consideração aqui no blog sempre com base no respeito, na legalidade e no conteúdo propositivo.

    Abraços!

    Responder
  17. Anonymous

    Que galera viajada. Se o cara quer testar o motor do carro, isto só cabe a ele. O cara vem aqui apresentar a sua experiência e vem uma galera jogar pedra no cara. Cada uma que vejo!

    Peguei o meu E201 na concessionária e fui diretão pra estrada de Recife para Petrolina (800km de percurso). Não fiquei numa média de 160km/h, pois a estrada não permite e eu tb não tenho nervos de aço, mas se o cara tem, todos têm de respeitar.
    Nestes 800km, fiz uma média de consumo de 13km/l e uma média de velocidade em 110km/h. "Testei" 2 vezes o motor e cheguei fácil fácil em 180km/h. Se quisesse, o carro teria passado dos 200 na moleza.
    Abs,
    Arnaldo

    Responder
  18. Hamilton Ferro

    THIAGO, parabéns pela sua postura e elegância ao respeitar os tópicos e fazer valer a democracia. Isso comprovou mais uma vez que o seu blog é nota 1000. Em vários sites de revistas automobilisticas famosas têm vários depoimentos de leitores contando suas experiências testando suas máquinas em altas velocidades. Assisti agora o vídeo no youtube e fiquei impressionado ao ver um motor 1.6 atingir tal velocidade. Com uma velocidade média na casa dos 160 km/h e a média ser de 7,5 Km/L, está totalmente compatível com o consumo do Cerato. Diríamos até que foi excelente.

    Responder
  19. Anonymous

    Prezados,

    estou comprando um E.283 (recebo esta semana) e acompanho o blog diariamente. Minha opinião é que por mais que o post tenha alguns exageros (vale ressaltar que há videos comprovando os relatos, independentemente da sua legalidade) acho que a discussão aqui não deve caminhar na linha da repreensão moral ao relator. Se ele se dispôs a fazer isso, é adulto e tem responsabilidade civil e criminal pela consequência de quaisquer atos ilícitos que cometa.

    Desta forma, ao invés de criticar a postura do relator, vamos aproveitar para discutir o rendimento do motor e ruído em altas velocidades, ou a durabilidade em longas distâncias. Para isso que o Blog se propõe, e não para discutir "aspectos legais da alta velocidade em estradas brasileiras". Sinceramente, não é um mero post de um proprietário que vai servir de mau exemplo para incentivar qualquer coisa ao público esclarecido que frequenta o blog.

    Um abraço.

    Responder
  20. Anonymous

    blz, rapaz, deixa eu te contar, eu comprei em Cerato E233 vermelho cereja em porto velho no dia 06/12/2010. pelo que a vendedora me disse o meu foi o primeiro dessa cor e modelo que chegou no estado.
    E olha vou te falar, o carro é bom, mas muito bom mesmo, em 160 km/h parece que esta parado, otima estabilidade e se nao cuidar o pé ele vai a 200 km/h sem perceber.
    Pelo visto somos 2 proprietarios de ceratos E233 Vermelho Cereja.
    Grande Abraço
    Thiago Vicenzi tvicenzi@hotmail.com

    Responder
  21. Johnny Tavares

    Olá caros amigos! Respondendo ao Heverton: A documentação do carro foi toda realizada em Curitiba-PR mesmo, até porque o IPVA lá é mais barato é 2%. Se não me engano p IPVA em Rondônia é 3%. E também porque só era possível a CCS me dar essa documentação se fosse no Estado do Paraná.
    Quanto aos faróis, o problema da umidade interna parou de fato.
    Em relação ao vídeos da viagem, que eu havia prometido postar aqui o link, parece que a galera já achou, quem ainda não viu segue abaixo os links deles no youtube:
    http://www.youtube.com/watch?v=NzwdIq4W0_Q
    http://www.youtube.com/watch?v=uP_p5joowx0
    http://www.youtube.com/watch?v=H_6QFSoExfE
    Abraço à todos, e parabéns ao Thiago pela postura aqui delineada em manter meu depoimento, que no início causou uma certa polêmica, mas depois viu se que não se trata de incentivo à qualquer conduta, mas apenas relatos sobre o desempenho do veículo.
    T++

    Responder
  22. Anonymous

    E se estourar um pneu?? ou um animal atravessar na estrada?? Amigo, com todo respeito, essas velocidades, somente em estrada deserta, sem arriscar a vida de outros. Um dos vídeos mostra que a estrada (ou mais provável ladeira abaixo)estava movimentada. De qualquer forma, tirando o fundo musical, é um vídeo bizarro que vale a pena ser visto. Quanta coragem!
    P.S. Parabéns pela elegância, Thiago.

    João, de Floripa.

    Responder
  23. luciano tavares

    Olá amigos! vou simplificar na minha apresentação. Pois concordo com o amigo Johnny Tavares seus depoimentos são verdadeiros, tenho um cerato 2011/2012 top de linha automatico comprei em Campina grande sou de Natal, está agora com 2900km rodados, otima estabilidade, depois dos 1000km rodados resolvi fazer uma viagem, peguei uma otima e longa reta e resolvi fazer um teste no motor, quem não tem essa curiosidade de testar a potencia do carro e saber até a onde o ponteiro vai???? Pois foi o que fiz, sempre gostei de velocidade mas sempre com cautela e responsabilidade frizando bem em retas longas. Finalizando botei sem esforço 200km/h, não chegou aos 220km/h porque não tinha mais reta pra isso.
    Abraços
    Luciano Tavares

    l

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *