Como a QUATRO RODAS enxerga o Cerato

Marcelo Giacomin (RJ), mais um dos nossos colegas cerateiros, encaminhou um questionamento à revista QUATRO RODAS a respeito do “esquecimento” do Cerato em boa parte dos comparativos dos sedãs médios realizados pela revista. Vejam a “resposta”:

“Marcelo,

O Cerato concorre no segmento de entrada entre os sedãs médios, com Focus, Astra, Symbol. Diferentemente de Civic, Corolla e etc, que são sedãs médios de outra faixa de mercado, custando cerca de 20.000 reais mais caros.

Abraço,

Sandra Hadich
Atendimento ao Leitor
Revista QUATRO RODAS”

Se o atendimento ao leitor de uma das mais prestigiadas publicações do ramo no país não parece conhecer que o que posiciona um automóvel dentro do segmento não é o preço mas sim características como dimensões e nível de equipamentos oferecidos, a resposta concreta vem do mercado com as vendas crescentes do Cerato dentro do segmento.

18 pensou em “Como a QUATRO RODAS enxerga o Cerato

  1. Cláudio Henrique

    Por este motivo que não compro a Revista Quatro Rodas há um bom tempo. Detalhe, meu pai foi assinante por mais de duas décadas e nós dois sempre trabalhamos no setor automotivo. Virou publicação recheada de anúncios e matérias pagas!

    Responder
  2. piloto rs

    bem, concordo com Cláudio Henrique, mas a coisa é muito mais funda, bem mais embaixo…Entendam que as midias impressas perderam muito veiculação pois a KIA tratou de participar de programas de TV como a FAZENDINHA,, a novela das 8hs da GLOBO etcetcetc…
    Querendo ou não,,, quem não sabe que o carro do ANDRÉ na novela não é um KOUP??
    Todos sabem,, e quanto vale isso??? a revista teria condições de chegar a tanto em tão pouco tempo??
    Mas gostaria de mandar uma resposta para as pessoas de dentro da 4rodas e não para essa moçinha de atendimento a leitor, mas para os MACACOS VELHOS, da editora, que se atualizem,, e olhem para o MERCADO, e não só para as VANTAGENS que as montadoras dão a essa TURMA.
    Sds
    piloto rs

    Responder
  3. RavenX

    Voltei a assinar a Quatro Rodas há um ano e notei que nem dão bola para o Cerato mesmo.
    Esse mês estão falando do novo Picanto, mas nada do Cerato.

    O primeiro “merchan” da revista é justamente o querido sedã que move esse blog… =P
    Aliás… está com uma foto linda.

    Uma das maiores provas que as matérias tem “influência não técnica”, na minha humilde opinião, é que no comparativo que fizeram entre JAC, Voyage e Siena o JAC levou a melhor, só pelo conjunto de acessórios/preço.

    PS.: Espero logo ser mais um feliz proprietário do Cerato.

    Responder
  4. Jaime

    Já mostrei em outra oportunidade o prognóstico atabalhoado que a “4 Patas” apresentou sobre o Cerato em março de 2010. Vejamos mais uma vez:

    “Pior que não ser flex é ser movido a gasolina e ter a chegada da versão flexível anunciada com quase um ano de antecedência. Essa é a realidade do Cerato, que se converterá ao álcool até o fim do ano, com estreia confirmada no Salão do Automóvel. Portanto, a chance de as atuais versões a gasolina se transformarem num mico são grandes.”

    Com essas mesmas versões a gasolina, o Cerato hoje ocupa o pódio entre os sedãs médios (ainda que a mencionada revista não o classifique assim), tendo, no último mês (abril/2011), superado o próprio Civic:
    Ranking do mês de abril/2011 (Fonte: Fenabrave):

    1º – Corolla – 4131;
    2º – CERATO – 2651;
    3º – Civic – 2338;
    4º – Vectra – 1491;
    5º – Línea – 931.

    Responder
  5. Thiago Mothé

    Que resposta mais desagradável da Quatro Rodas. Já está mais que comprovado que o Ceratão está barrando o Civic e o Corolla! Essa editora precisa mesmo se atualizar!

    Responder
  6. julio cesar

    kra são só o pessoal da quatro rodas que são tão burros que falam que o cerato é comparado com o symbol… a que são os mesmos 20.000 de diferença no preço.

    sinceramente, todas as outras revistas automotivas dão o valor real para o cerato.. peguem o programa vrum do sbt e vejam eles comparando o cerato com civic…

    tem também o band motor com um link interessante: http://www.youtube.com/watch?v=nDpKXGh6sQ4&feature=related

    ou na auto esporte.. http://www.youtube.com/watch?v=v_2uV2gul18

    a sinceramente… ou são burros ou são cegos!! pelo amor de Deus…

    Bom, quem continuar acreditando nessa porcaria.. meu vai lá e compra um uno kra.. afinal como eles amam aquele carrinho!!!

    Responder
    1. Kleber Andrade

      Lí a matéria e apesar dos números (que não mentem) o enfoque ao meu ver esá distorcido. Em que categoria foi colocado o Cerato que vendeu mais que i Civic e Muuuito mais que o vectra?
      É a nossa imprensa!

      Responder
    2. Leandro Rodrigues

      Não entendi, a a matéria da Uol ela fala que o Cerato vendeu 2651 unidades e em seguida vem com isso:

      “A liderança é do Toyota Corolla, com 4.131, seguido por Honda Civic (2.338) e Chevrolet Vectra (1.491)”

      O segundo lugar deveria ser do Cerato ou eles também não o consideram sedã médio? Nós e nossos Ceratos estamos perdidos se dependermos da imprensa. Estou começando a achar que preço baixo ( versão básica), é sinônimo de carro inferior para eles. Tomara que a Kia traga um 2.0 completão, com partida por botão etc por uns 70 mil ou até um pouco mais, aí eu quero ver desrespeito.

      Responder
      1. Thiago Parísio Autor do post

        Infelizmente boa parte da imprensa automotiva brasileira não consegue enxergar o óbvio: o Cerato é um sedã médio de verdade, e não um sedã compacto como City ou New Fiesta.

        Responder
  7. Oswaldo

    A Revista Quatro Rodas é puro marketing e jamais deu explicações técnicas “sérias” sobre veículos. Sem contar que escreve um monte de bobagens sobre consumo, combustíveis de emissões.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *