Depoimento de um proprietário – PARTE II

Nosso colega Reinaldo Versuri encaminhou um novo depoimento sobre os primeiros dias com o seu Cerato:
“Meu primeiro review do Cerato E263 automático agora com 500km rodados.

Testei com a gasolina Podium e agora completei com a BR-Supra para saber se ocorre alguma diferença de consumo e/ou com a potência do carro, obviamente, pelo que eu li, o o consumo vai se normalizar lá pelos 5000km, segui a orientação do manual, calibrei os pneus com 32lbs (logo de manhá e carro frio) e também alternei as velocidades e rotações do motor nos percursos, o manual diz para se evitar manter uma velocidade constante durante os primeiros km com o carro.

Rodei 478km sendo 180km (viagem ida/volta – São José dos Campos/SP – Campos do Jordão/SP – 5 pessoas no carro) e o restante na cidade, não fiz uma separação de consumo entre cidade/estrada, enchi o tanque, completei depois quando chegou na reserva e fiz a média na calculadora e bateu com a informação do computador de bordo.

A média ficou em 10km/l porém há de considerar que pisei fundo algumas vezes para testar o carro (cheguei à 160km/h na Dutra – pequeno trecho possível e seguro) e na serra em Campos do Jordão percebi que o carro alternava bastante de 3ª e 4ª marcha

Por estar acostumado com câmbio manual senti algumas vezes a vontade de trocar as marchas porém o automático responde bem nas retomadas além muito bom na cidade (trânsito).

Outra diferença é que meu ex-Scenic era mais macio em pavimentos defeituosos, a roda aro 17″ e banda pequena do pneu (215×45) faz com que as imperfeições sejam sentidas mais facilmente dentro do carro, acredito que seja normal devido as diferenças de suspenção, altura, etc, etc, etc, porém nada disso tira o prazer de dirigir.

Achei o carro muito silencioso mesmo à 120km/h (bem melhor que o o ex-Scenic), o motor 1.6 16V faz o que promete com os seus 126cv, a qualidade do som original do carro é de espantar, não precisa de caixa selada, trocar auto-falantes, nada, é muito bom mesmo.

Outro ponto positivo é a segurança nas curvas, o carro gruda no asfalto e você tem total controle do veículo, a ergonomia e o volante contribui muito para isso além do carro ser baixo, pneus largos e uma suspensão que compensa nas curvas.

Problemas: O carro foi entregue pela concessionária lavado, andei o dia todo e a noite percebi algumas marcas de embassamento nos faróis mas que depois sumiram, o assento do motorista começou a apresentar alguns ruídos, deve ser a malha abaixo da espuma e o mesmo ruído no encosto do banco traseiro, já liguei para a concessionária e eles disseram que não precisa nem agendar, basta levar o carro lá para que eles verifiquem e consertem, farei isso nas minhas férias pois quero ver se vai aparecer mais alguma coisa.
Obs.: Já recebi umas 5 ligações da Kia para avaliar o atendimento da concessionária e dar um feedback sobre o carro, todos os emails que escrevi foram respondidos prontamente, por enquanto estou achando o pós-venda muito bom apesar de ainda não ter levado o carro para as verificações acima.
Abraços

Versuri”

5 pensou em “Depoimento de um proprietário – PARTE II

  1. Anonymous

    Caro Reinaldo, tudo bem?
    Meu Cerato E.252 tbem chegou aos 500km rodados esta semana. Somente dentro da cidade, pois ainda nao peguei estrada e isso vai ocorrer no feriado de 7 de setembro….vamos ver como ele vai se comportar.
    Anteriormente eu tinha um Astra 2.0 Flex com 126cv manual.
    Hj sou MUITO feliz com meu CERATAO BRANCO….sobre o consumo , na cidade com mais ou menos 30% do tempo com ar condicionado ligado o carro fez 7,5km/l…..já abasteci novamente e agora já está com 8,7km/l…..acredito que vá melhorando com o passar do tempo e das kilometragens.
    Achei meio duro mesmo, comparado ao antigo Astra, mas as rodas 16 e pneu perfil mais baixo devem ser responsaveis por isso.
    O ar condicionado automatico é ótimo, o som tbem de muita qualidade, as retomadas na cidade sao ótimas….agora vamos ver na estrada !!!

    Nao vejo a hora de sentá a botaaaaa !!!

    kkkkk

    Abraços aos amigos.
    Fabricio / Curitiba

    Responder
  2. Anonymous

    Olá amigos,

    Estou com meu cerato manual há uma semana. Não vou comentar os pontos positivos, conhecidos de todos, mas um ponto negativo que me chamou a atenção. Quando arranco em 1a, o carro parece que dá uma travada, um vácuo de potência antes de ganhar força, que já me levou duas vezes a "morrer". Antes eu tinha um Polo Sedan com respostas muito precisas na arrancada. Pergunto a todos, será que é problema apenas do meu carro, ou é típico dos mmotores 16 válvulas?

    João Alberto, de Florianópolis SC

    Responder
  3. NOVO CERATO

    João, esta diferença de arrancada é comum em carros 16V, que ganham melhor desempenho a partir dos 40, 50 km por hora. De qualquer forma, o Cerato possui um motor com comando variável de válvulas, que ameniza bastante este problema e garante boa parte do torque já em baixas rotações. Acredito que seja questão de costume esta adaptação inicial.

    Abraços!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *