Essa é uma doença que ocorre de forma mais geral para as pessoas com mais levitra comprare O interesse sexual de uma pessoa é quantificado adequadamente pelo gênero feminino, de comprar levitra madrid Toda farmácia da Europa vende medicamentos levitra 4 mg Outros efeitos indesejáveis ​​relacionados ao Viagra são a pressão intraocular, o distúrbio levitra mg 20 Viagra, Levitra e Cialis são quimicamente conhecidos como inibidores de PDE5 tipo fosfodiesterase 5. Esses três medicamentos levitra generico acquisto Indivíduos com diabetes sempre lutaram de grau leve a intenso do problema levitra comprar españa O padrão completo de impotência mudou tremendamente nos últimos vinte anos. Hoje em dia, os principais motivos da comprar levitra internet Agora, os medicamentos de marca podem ser comprados rapidamente por um levitra online kopen Medicamentos significativos, apenas como pílula para dor e antibióticos distribuídos por comprar levitra seguro Megrims e enxaquecas são cada vez mais comprar levitra online

Cerato 2019

Renovação inspirada no esportivo Stinger fez bem ao sedã médio coreano

Mesmo com o domínio cada vez maior dos SUVs, o segmento de sedãs médios ainda tem muitos (e bons) competidores. Tal como acontece no Brasil, nos EUA o domínio da categoria também está nas mãos dos japoneses, com a diferença de que lá é o Honda Civic que lidera sobre o Toyota Corolla: 377 mil unidades emplacadas do Civic em 2017 contra 308 mil do arquirrival. Neste contexto, o Kia Forte (o nosso Cerato) é um caso isolado, com “apenas” 117 mil emplacamentos. Mas a Kia não deve se preocupar. Seguindo a estratégia inaugurada pelo maior e mais esportivo Stinger, o novo Forte/Cerato 2019 está pronto para o sucesso.

Primeiro, o Certo é bonito. Até mesmo com os modelos do segmento ficando mais interessantes, o Kia se destaca. Tem um perfil mais esbelto, com 4,64 m de comprimento (quase 8 centímetros a mais que o anterior) e porte mais agressivo, com 1,80 m de largura (2 cm a mais).

Kia Forte (Cerato)
Kia Forte (Cerato)

A grade “nariz de tigre” e as grandes entradas de ar ajudam o Cerato a se destacar. Os faróis afilados são inspirados no Stinger e, quando visto por trás, particularmente as lanternas, tem o DNA do Optima. Estes elementos carregados de outros sedãs são requisitos necessários para produzir uma identidade de marca – especialmente em um segmento tão competitivo.

O estilo de outros Kia está no interior também. O desenho horizontal do painel é claramente derivado do Stinger, assim como as saídas de ar, botões e até mesmo a manopla do câmbio. De série, uma tela de 8″ sensível ao toque com Apple CarPlay e Android Auto flutua pelo topo do painel, enquanto os controles do ar-condicionado de duas zonas tem visual simplista. Há também um carregador de celular por indução.

A Kia vem evoluindo não apenas no estilo, mas também na qualidade. A cabine do Cerato passa a impressão de ser mais premium que sua designação pode sugerir. O acabamento, as peças e o volante estão no mesmo patamar do Audi A3, por exemplo. Os botões, controles e painel não têm peças plásticas ofensivas. E os bancos em couro – nesta versão Launch Edition (essencialmente um EX com melhorias) – são confortáveis e têm ventilação e aquecimento.

Se você quer segurança, o Cerato tem. Aviso de colisão frontal e alerta de cansaço do motorista são itens de série em todas as versões. A versão testada tinha piloto automático adaptativo com assistente de faixa, que se mostrou realmente progressivo – sem ping-pong -, com a habilidade de navegar até mesmo em curvas mais fechadas, algo que carros como o VW Jetta não conseguem.

Kia Forte (Cerato)
Kia Forte (Cerato)
Kia Forte (Cerato)

O Stinger foi um inspirador para o novo Cerato de muitas formas, mas infelizmente não em desempenho. O motor 2.0 aspirado entrega 150 cv e 18,3 kgfm de torque. Estes números não são ruins para o segmento (o Jetta 1.4 TSI tem a mesma potência, mas com maior torque) e nem deixam o Forte demasiadamente lento, mas não impressiona. Esperamos que os rumores de uma opção “mais excitante” vire realidade.

Os compradores podem escolher entre o câmbio manual de 6 marchas ou o automático CVT. A Kia o chama de “Intelligent Variable Transmission (IVT)”, mas na verdade, este CVT está longe de ser inteligente. Nem mesmo a engenharia inteligente conseguiu esconder o barulho da corrente mostrando sua verdadeira identidade, com respostas lertárgicas. Está bem longe do câmbio de 8 marchas do Stinger, mesmo quando ela tenta simular as marchas no modo Sport.

Kia Forte (Cerato)

Este ao menos melhora as coisas significantemente. A direção ganha algum peso (necessário) e o CVT entrega mais força em baixas rotações. A suspensão não fica mais firme, mas já é bem responsiva assim mesmo. O Cerato 2019 é 26% mais rígido que o anterior, o que significa que não é super confortável, mas é mais domável nas curvas. As belas estradas de Pittsburg e partes da West Virginia mostraram que ele é ágil. Não chega a ser como o Civic, mas é um grande avanço quando comprado ao antigo.

Se você não o dirigir como um idiota, o 2.0 o retorna com boas médias de consumo: 13,2 km/l na cidade e 17,4 km/l na estrada, com 14,9 km/l no combinado, quando equipado com o câmbio CVT. É 1,3 km/l a mais que o anterior.

Kia Forte (Cerato)
Kia Forte (Cerato)
Kia Forte (Cerato)
Kia Forte (Cerato)

Isso pode soar como um jargão de marketing, mas o efeito Stinger é real e evidente aqui. O novo Cerato parece oferecer (por dentro e por fora) características de modelos premium sem cobrar como eles. Não espere credenciais esportivas, mas o novo Kia tem charme, tecnologias e estilo para levar os compradores do segmento para longe de Civic e Corolla. Agora é esperar a Kia cumprir a promessa de vendê-lo no Brasil em 2019.

Opinião do dono: novo Cerato encanta pelo design

Nosso colega Breno encaminhou a primeira avaliação completa da nova geração do Cerato. Vamos a ela?

“Faz pouco mais de um mês que peguei um Novo Cerato Automático aqui em São Paulo. Paguei 68 mil reais, ganhei insulfilm e tapete. Só pra esclarecer meu perfil: tenho 23 anos e sou funcionário público. Me apaixonei pelo design desde as primeiras foto na internet e, pessoalmente, o carro é ainda mais bonito.

Já rodei um pouco mais de 3000km, grande parte em estrada. Com esse tempo e quilometragem, já consigo avaliar algumas coisas com mais propriedade, claro que segundo a minha mera opinião.

Começando pela DIRIGIBILIDADE, ponto fortíssimo. O volante, além de menor que o ‘padrão’ (o que dá uma sensação de maior controle, esportividade), é revestido num couro muito macio, de toque muito agradável. A direção elétrica, com seus três modos de ‘dureza’ (SPORT, CONFORT e NORMAL) parece frescura, mas acaba sendo muito interessante a versatilidade. No modo ‘CONFORT’, ela fica MUITO LEVE, extremamente fácil para manobrar. Já no modo ‘SPORT’ endurece um pouco a rotação do volante, trazendo mais segurança e controle, quando se dirige na estrada.

Sobre o tão criticado motor 1.6 e seu consumo: é óbvio que tem que se pisar mais para ter a potência nas ultrapassagens e retomadas. Isso faz com que o motor 1.6, que teoricamente seria mais econômico que um motor 1.8, gaste um pouco mais. Mas não tanto. Pelas médias até agora mostradas no painel, tenho conseguido fazer por volta de 14,5km/l com gasolina na estrada e 9,5km/l com alcool. Na cidade, acaba sendo beberrão, mas ainda não posso afirmar com precisão o consumo, pois ainda não medi certinho, já que rodo muito mais estrada que cidade.

Sobre o câmbio automático: como li em uma reportagem e concordo plenamente, sinto que as marchas são trocadas um pouco “antes da hora”, não aproveitando tão bem o torque de cada marcha. Como falado na reportagem, a embreagem é um pouco “ansiosa” para trocar as marchas e, às vezes, ela fica um pouco indecisa em qual marcha ficar, dependendo do quanto se pisa. Mas, no fim, as retomadas são bem ágeis com o carro, quando se pisa um pouco mais. Algumas vezes chego a usar a troca sequencial de marchas no volante (Borboletas), que é um item diferencial no carro (não muito comum na faixa de preço). Gosto de usar essa troca de marchas nas reduzidas para entrar em curvas, diminuindo o uso dos freios.

Sobre a suspensão, barulho de rodagem e estabilidade. A suspensão está mais para rígida do que macia, mas num nível ideal, a meu ver. Passando por buracos e irregularidades, o impacto sentido nos bancos não é exagerado, nem o barulho, que é bem grave e não chega a incomodar. O barulho de rodagem dos pneus é um pouco maior em determinados tipos de asfaltos (mais antigos ou “ásperos”), mas na MAIORIA DAS ESTRADAS E ASFALTOS (Bandeirantes e Anhanguera, por exemplo), o barulho é MÍNIMO. Nessas estradas, aos 120km/hora, praticamente só se ouve o vento nos vidros do carro e um pouquinho do motor, que é isolado acusticamente da cabine, fazendo do novo Cerato um carro muito SILENCIOSO, até mesmo aos 140km/hora. Além disso, se sente muita estabilidade no carro a velocidades altas, ao fazer curvas, ao frear mais intensamente. O entre-eixos de 2,70m, a estrutura e e distribuição de peso no carro provavelmente ajudam muito nessa boa estabilidade, que traz, acima de tudo, segurança. Por falar em segurança, o New Cerato, segundo o site da Kia: “o novo Kia Cerato foi projetado para conquistar cinco estrelas em testes de segurança do Departamento de Transporte norte-americano, o National Highway Traffic Safety Administration (NHTSA), em colisões frontais, laterais e capotamento, e também para ganhar o título de ‘Top Safety Pick’ pelo Insurance Institute for Highway Safety (IIHS), instituto dos EUA especializado em seguranças nas rodovias. Ele foi projetado e ganhou as certificações e é o único da categoria com a certificação 2013.”

Estética e conforto interno. O acabamento do painel interno é outra coisa que me agradou muito. Materiais e formas de muito bom gosto. O painel do rádio talvez poderia ter um visual mais moderno, mas a retro-iluminação vermelha dá um clima aconchegante no carro à noite. O ar condicionado digital dual zone facilita muito tudo. É ligar, setar a temperatura uma vez e esquecer. Pros passageiros, o espaço interno também ajuda. Mesmo com os bancos da frente bastante rebatidos, têm-se bastante espaço nos de trás para as pernas. O porta-malas é um dos maiores da categoria, dá pra carregar muita mala. (Fala-se em 3 malas grandes.)

O conjunto de acessórios dele, apesar de faltarem algumas coisas que os concorrentes tem (bluetooth, airbags laterais, gps, controle eletrônico de tração e de estabilidade) me agradou muito. O rebatimento automático dos retrovisores, a saída de ar condicionado para os bancos traseiros, a troca de marchas sequencial no volante, são um diferencial na faixa de preço.

No fim, o que me fez, absolutamente, decidir por esse carro, além da confiabilidade dos 5 anos de garantia (ou 100.000km), foi principalmente o design externo: acho que é o mais bonito entre os outros sedãs da mesma faixa de preço (65-75 mil reais). As linhas da lataria, os faróis e lanternas com LEDs e os detalhes cromados sem exagero (maçaneta e portas), fazem o Novo Cerato ficar sensacional de todos os ângulos. Os LEDs são um dos pontos fortes no design. Os LEDs dianteiros ficam acesos o tempo todo (com luminosidade mais intensa durante o dia, trazendo visibilidade e segurança e menor intensidade à noite, em conjunto com o farol). Os LEDs traseiros deixam a lanterna traseira linda à noite.

Além de beleza, estou me surpreendendo com o conforto, excelente dirigibilidade, maciez e baixo nível de ruídos. Não esperava que essas qualidades fossem ser tão boas nesse carro. Já dirigi por algum tempo Corolla 2005 e Civic 2009. O Corolla foi um dos carros mais macios e silencioso que eu já dirigi. Já o Civic, muito barulhento na rodagem dos pneus e um pouco duro na suspensão. Sinto que o Novo Cerato veio no ponto ideal pra mim, na beleza e conforto.”

Preços de revisão de 40.000 km

Preparados para o susto? Pois bem: nosso colega Angelo Valle pesquisou preços de revisão de 40.000 km no estado do Rio de Janeiro. Eis os resultados:

RJ Via Barra (fone: 3094-4000): R$ 1.878,00 3x
RJ Ki Rio (fone: 2415-3311): R$ 1.800 3x
RJ Kirra (fone: 2575-0400): R$ 1.877,15 3x
RJ Pontal (fone: 2430-6000): R$ 1.877,00
Caxias Koryo (fone: 3514-3000): R$ 1.860,00 6x
Niteroi Klahn (fone: 3527-9015): R$ 1.687,00 5x
Nova Iguaçu Genial (fone: 2667-5666): R$ 1.980,00 6x
Petropolis Via Serra (fone: 24 2222-0400): R$ 1.877,00 3x
Volta Redonda Genial (fone: 24 3342-5615): R$ 1.877,00 à vista

Cerateiro reclama de alto consumo

Aos colegas proprietários do novo Cerato, eis uma dúvida do nosso colega Branciel Araujo:

“Thiago, comprei um cerato automático 13/14 em 27 de dezembro de 2013. Hoje, 18/01/2014, já rodei 720 km e já enchi o tanque 4 vezes. Da ultima vez ele rodou só 239 km até acender a luz da reserva e pegou 37 litros ao reabastecer, isso, calculando, dá uma média de 6,5 km na GASOLINA, imagina se colocasse álcool, quanto não iria essa média???

O computador de bordo não passa de 7,5 e a km até o próximo abastecimento não chega nem a 450 km. Não sei o de vcs, mas o meu, antes de chegar no ponto E do marcador, a luz da reserva já acende, isso é, na metade do ultimo 1/4. Isso é normal?”

O que esperar do novo Cerato?

Enfim, ele chegou: o novo Cerato, lançado no último final de semana em evento promovido pela Kia na Bahia, foi bastante comentado pelos principais meios automotivos desde então. Um aspecto, entretanto, tem sido recorrente na maioria das avaliações: o custo-benefício ficou bastante desfavorável.

Maior, mais bonito – opinião pessoal, embora continue considerando a versão que ainda está sendo comercializada um dos sedãs médios mais bonitos do mercado – e mais equipado do que a versão anterior, o novo Cerato peca em dois fatores fundamentais: motorização e preço.

O motor 1.6 16V de 128 cavalos de potência inegavelmente é bom, mas insuficiente para posicionar o Kia de maneira competitiva diante de concorrentes com no mínimo 1.8. Sei da economia de combustível deste motor (em sua versão monocombustível), mas o carro fica praticamente indefensável quando analisamos um preço inicial de R$ 67.400 (fora o frete) para o manual equipado com apenas duplo airbag – concorrentes como Chevrolet Cruze, Renault Fluence e VW Jetta, em suas versões de entrada, já contam com pelo menos 4 airbags.

A Kia diz que o novo Cerato voltará a ser o carro-chefe da marca por aqui e, otimista, espera vender aproximadamente 5.000 unidades até o final do ano – o que daria uma média mensal de 625 unidades -, algo relativamente difícil se tomarmos por base o desempenho comercial da atual geração, cujos preços são em média R$ 10 mil inferiores.

É uma pena que o aumento do IPI para os importados tenha prejudicado a situação da Kia, mas também é uma pena que a própria marca tenha dificuldades de enxergar que se não tomar uma atitude enérgica não será capaz de sair do estado de letargia em que se encontra desde o ano passado.

Vou terminar lançando uma pergunta polêmica para os cerateiros de plantão: quantos de vocês comprariam a nova geração com base nos preços estabelecidos? A discussão está aberta!

Novo Cerato por R$ 75 mil?

Em um furo de reportagem, o CARPLACE localizou a única unidade do novo Cerato exposta em uma concessionária no país. Agora vamos à má notícia: a expectativa de preço é de R$ 75 mil. Isso mesmo, R$ 75 mil!

O carro é lindo e certamente evoluiu bastante em relação ao atual, mas R$ 75 mil? A discussão está aberta!

Fonte: http://carplace.virgula.uol.com.br/exclusivo-novo-kia-cerato-ja-esta-na-loja-e-em-pre-venda-por-r-75-mil/

Novo Cerato Koup

Eis o mais novo integrante da família Cerato. O Koup está sendo apresentado oficialmente no Salão de Nova Iorque e começa a ser vendido nos EUA a partir do 2º semestre. A versão de entrada, EX, é equipada com um motor 2.0 de 175 cv e câmbio automático de seis marchas. Já a top SX, com rodas de liga leve de 18 polegadas, conta com um propulsor 1.6 GDi turbo de 204 cv e câmbio manual de seis marchas.

E aí, o que acharam?

Fonte: http://carplace.virgula.uol.com.br/novo-cerato-koup-e-revelado/

Esperar pelo novo ou aproveitar a promo

Graças à informação de nosso colega Fred Klein verificamos que a Kia está praticando preços promocionais para as versões top do Cerato. Vejam a matéria que publiquei no CARPLACE:

http://carplace.virgula.uol.com.br/kia-divulga-cerato-com-precos-promocionais/

A versão E.284, a mais completa, está saindo por R$ 60.900. E aí, vale a pena esperar pela nova geração ou aproveitar o preço convidativo da atual? A discussão é livre!