Arquivo da categoria: Mercado

VENDAS: Resultados de FEVEREIRO/12

Em fevereiro de 2011 o Cerato emplacou 1.252 unidades e foi o 4º sedã médio mais vendido do Brasil. Bons tempos! Já em fevereiro de 2012…

Bem, em fevereiro de 2012 a situação foi muito, muito diferente. As 353 unidades registradas no mês passado só não foram piores do que as 322 de janeiro e do que as 169 de outubro de 2009. Com este resultado o Cerato foi apenas o 11º mais vendido da categoria. Nada animador para um carro que foi 3º colocado em 2011…

O 3º lugar no Acre e a 8ª posição no Norte foram as melhores posições do modelo entre estados e regiões. No Amapá, no Amazonas e em Roraima nenhuma unidade foi vendida. São Paulo foi o estado campeão de vendas, com 81 unidades, à frente do Rio de Janeiro (54) e de Minas Gerais (23).

Vejamos agora o desempenho por estados, por regiões e o total consolidado, incluindo o desempenho dos principais concorrentes:

URGENTE: Cerato com pre

A matéria abaixo é minha e foi publicada no CARPLACE ontem (03/03) pela manhã:

APÓS QUEDA NAS VENDAS, KIA REDUZ PREÇOS DO CERATO

Depois de emplacar uma média superior a 1,7 mil unidades mensais em 2011 – o recorde foram 3.064 unidades em maio passado – e de terminar o ano como o 3º sedã médio mais vendido (mais de 20 mil unidades), o Kia Cerato foi um dos veículos mais afetados com o aumento da alíquota de IPI para veículos importados fora do eixo Mercosul-México e despencou nas vendas.

Nos três últimos meses de 2011 o sedã emplacou apenas 1.944 unidades e nos dois primeiros meses de 2012 foram apenas 675 unidades. Para tentar trazer o Cerato “de volta ao jogo” a Kia utilizou a clássica estratégia nestas situações: baixou o preço.

Vendido até a semana passada por R$ 57.400 na versão de entrada E.221 – equipada com ar condicionado, direção hidráulica, trio elétrico, rodas aro 15” e duplo airbag -, o modelo agora parte de R$ 53.635, uma redução de 6,6%. A top manual (E.233), antes vendida a R$ 63.400, agora sai por R$ 60.135 (-5,2%), enquanto a top automática (E.283) custa R$ 65.135, ante os R$ 68.400 (-4,8%) cobrados antes.

A redução também atingiu a versão esportiva Koup. Antes comercializado por R$ 89.900, o modelo esportivo equipado com motor 2.0 teve preço reduzido para R$ 84.135, queda de 6,4%. É importante observar que a este e aos demais valores ainda incide o custo de frete.

Outra novidade é que as versões intermediárias E.222 (manual) e E.272 (automática), equipadas com ar digital, rodas de liga leve de 16 polegadas, faróis de neblina e freios ABS, deixaram de ser oferecidas de acordo com o site da marca.

Por enquanto apenas o Cerato foi contemplado com a queda nos preços. Modelos como o Picanto, o Soul, o Sportage e o Sorento, também afetados pelo IPI, continuam com os mesmos valores praticados antes.

http://carplace.virgula.uol.com.br/apos-queda-nas-vendas-kia-reduz-precos-do-cerato/”

Vers

O nosso colega Renan deu a dica e eu fui conferir no site da Kia: o Cerato agora está sendo oferecido apenas nas versões E.221 de entrada (R$ 57.400 + frete), E.233 top manual (R$ 63.400 + frete) e E.283 top automática (R$ 68.400 + frete). Sumiram as versões intermediárias E.222 manual e E.273 automática.

Aparentemente a Kia retirou as referidas versões para justificar uma redução de preços das demais versões, notadamente as mais caras. Se observarmos que há pouco mais de um mês a E.283 top estava sendo anunciada por R$ 69.900 + frete, temos aí uma redução de R$ 1.500.

Será esta medida suficiente para alavancar novamente as vendas do Ceratão no mercado?

VENDAS: Resultados de JANEIRO/12

Quando pensávamos que o desempenho comercial do Cerato havia chegado ao fundo do poço, eis que o mês de janeiro trouxe notícias nada animadoras: apenas 322 unidades foram emplacadas em todo o país.

Este é o 2º pior resultado da atual geração do sedã no país, atrás apenas das 169 unidades emplacadas em outubro de 2009. Com estes números o Cerato caiu para a 12ª posição entre os sedãs médios. Isto é terrível ao pensarmos que o Cerato fechou 2011 em 3º lugar, logo atrás do Honda Civic.

A única posição de destaque no mês foi a 2ª colocação conquistada no Acre, atrás do líder Toyota Corolla. SP permaneceu como o principal mercado para o carro, com 81 unidades. A melhor posição por região foi alcançada no Norte, 7ª colocada. Nesta mesma região, no entanto, nenhuma unidade foi comercializada nos estados do Amapá e de Roraima.

Vejamos agora o desempenho por estados, por regiões e o total consolidado, incluindo o desempenho dos principais concorrentes:

VENDAS: Resultados de 2011

O Cerato encerrou 2011 em 3º lugar entre os sedãs médios. Com 20.688 unidades emplacadas, seu melhor resultado no país, o Kia só ficou atrás dos japoneses Toyota Corolla e Honda Civic – a vantagem do 2º colocado sobre o sul-coreano foi de pouco menos de 2,3 mil unidades. Com o aumento da alíquota de IPI para veículos importados, entretanto, infelizmente o Cerato conseguirá repetir um resultado tão bom ao longo de 2012. As dificuldades para o modelo deverão ser grandes…

Voltando à análise comercial, o Cerato foi o 2º mais vendido nas regiões Centro-Oeste, Nordeste e Norte, e 3º no Sul e no Sudeste. Na distribuição por estados o modelo assegurou a 2ª posição em 16 estados e no Distrito Federal e foi 3º em outros 4. A pior posição foi conquistada no Amapá (9º), mas Roraima foi o estado em que menos Ceratos foram vendidos ao longo do ano: apenas 3 unidades.

São Paulo foi responsável pela aquisição de 3.554 unidades e garantiu a pole-position entre os estados, seguido pelo Rio de Janeiro (3.353) e por Minas Gerais (1.687).

Vejamos agora o desempenho por estados, por regiões e o total consolidado, incluindo o desempenho dos principais concorrentes:

VENDAS: Resultados de DEZEMBRO/11

Difícil. Esta é a palavra que pode definir o atual momento do Cerato no mercado brasileiro. Depois de um mês de novembro bem ruim, com vendas inferiores a 800 unidades, dezembro foi ainda pior: apenas 647 unidades, o 2º pior resultado do ano.

As novas alíquotas do IPI e a ausência de uma ação efetiva da Kia para tentar amenizar a situação derrubaram as vendas do carro para níveis alarmantes. De 2º colocado entre os sedãs médios durante três meses do ano para uma modestíssima 11ª posição, atrás de concorrentes como Ford Focus Sedan, Peugeot 408 e – pasmem! – Mercedes Classe C, um carro que custa pelo menos R$ 120 mil.

O melhor desempenho ocorreu no Amazonas, no Pará, no Rio Grande do Norte e no Tocantins (4ª posição). Os piores foram em Santa Catarina e em São Paulo (13ª posição). Já o Sul ultrapassou o Nordeste por apenas 1 unidades e assumiu a 2ª posição na disputa por regiões. Apesar do fraco resultado, SP ainda permaneceu como o maior mercado para o Cerato (152 unidades).

Vejamos agora o desempenho por estados, por regiões e o total consolidado, incluindo o desempenho dos principais concorrentes:

VENDAS: Resultados de NOVEMBRO/11

Se há algum motivo de comemoração para o Cerato com o fechamento de novembro é o fato do modelo ter ultrapassado a marca de 20 mil unidades vendidas pela 1ª vez desde sua chegada ao Brasil.

De resto, novembro foi bastante parecido com outubro em relação ao desempenho comercial do modelo. Pelo 2º mês consecutivo em 2011 as vendas ficaram abaixo das mil unidades – 729 para ser exato – e o Cerato ficou fora do top 50 dos automóveis mais uma vez, registrando o 2º pior desempenho no ano. 12º colocado no segmento dos sedãs médios em outubro, o Kia avançou uma posição de um mês para o outro e só ficou à frente do Citroën C4 Pallas (675), do Ford Focus Sedan (552) e do “finado” Chevrolet Vectra (170).

Os estados em que o Cerato teve seu melhor posicionamento foram o Rio Grande do Norte e Tocantins (2º), Rio de Janeiro (4º) e Espírito Santo (5º). No acumulado do ano, entretanto, o Cerato ainda se mantém na 3ª posição geral e deve garantir lugar no pódio no fechamento de 2011.

Vejamos agora os resultados por estados, por regiões e os consolidados – incluindo vendas dos principais concorrentes:

Pre

No último dia 21/11 eu publiquei um post com os novos preços praticados para todos os modelos da Kia. E não é que, menos de um mês depois, a marca apresentou um novo reajuste?

Um Cerato E.221, antes vendido por R$ 53.400 e reajustado para R$ 55.400 no final do mês passado, agora custa R$ 57.400. Se considerarmos que a marca ainda cobra o custo do frete (média de R$ 2 mil) temos a versão “mais em conta” do Cerato sendo vendida por quase R$ 60 mil! A top, com preço pokies free online sugerido de R$ 68.400, ultrapassa os R$ 70 mil.

Agora vamos ao detalhe mais importante: a alíquota do IPI ainda não subiu! O prazo para início da vigência começa a contar no próximo dia 16/12 e seguirá até o final do ano que vem. Considerando isto, até onde a Kia elevará os preços de seus modelos? Qual é a nova justificativa da marca para a subida, já que as concorrentes importadas não estão seguindo este ritmo?

Para conhecer todos os novos preços, vejam a matéria abaixo que publiquei no CARPLACE:

http://carplace.virgula.uol.com.br/kia-reajusta-precos-novamente-antes-do-aumento-da-aliquota-do-ipi/